Cogumelos

Os cogumelos são um dos alimentos mais consumidos no mundo todo, desde os tempos mais antigos. Chamam a atenção pela variedade de formas, cores e aromas que os caracterizam.

Variedades

São conhecidos inúmeras variedades de cogumelos, pelo qual não podemos destacar todas.

Qual é seu aspecto?

  • Cor: A cor dos cogumelos varia da variedade que façamos referência, pelo qual não especificaremos nenhum.
  • Forma: o cogumeloe está formado por um chapéu semiesférico ou plano e de casca cilíndrica.
  • Tamanho: o chapéu pode alcançar de 3 a 12 cm de diâmetro, sempre dependendo da variedade. Em si, o cogumelo chega a medir de 3 a 10 cm.
  • Peso: dependendo do tamanho, será um peso ou outro, variando entre os 10 e 20 g.
  • Sabor: geralmente apresentam um sabor suave.

Modo de preparação e uso

  • Dessecados: quando dessecados, alguns cogumelos melhorar suas propriedades intensificando seu aroma.
  • Em azeite: graças a este método, conservam-se os cogumelos de maior tamanho e corpo.
  • Em vinagre: graças ao vinagre, os cogumelos podem conservar-se durante meses, porém sempre deverá ser mantidos em lugares frescos e arejados.
  • Em sal: antes de serem consumidos no sal, os cogumelos devem ser lavados, sendo algumas espécies indicadas para este tipo de conservação: as boletus e os níscaros.
  • Congelados: podem conservar-se até 6 meses, podendo ser congelados depois de cozidos.
  • Em pó: são utilizados na elaboração de molhos, cremes e sopas.

Quando as podemos encontrar e em que condições?

Os cogumelos podem ser encontrados no outono, nos meses de setembro, outubro e novembro. Meses onde há menos umidade.

O melhor exemplar e sua conservação

Para colher cogumelos é preciso conhecer-los muito bem, consumindo exclusivamente aqueles que conhecemos bem e desfazer dos que temos dúvidas. Há inúmeros métodos para conservar os cogumelos dependendo da variedade dos mesmos e da forma que o consumiremos.

Características nutritivas

Os cogumelos podem conter entre 80% e 92% de água. Fornecem aproximadamente um 2% - 3% de proteínas de alto valor biológico. Além disso, contém entre 3 - 5% de hidratos de carbono simples e complexos, enquanto somente 0,2 - 0,5% do seu peso total está formado por gordura. Possuem caracteríscas nutritivas muito importantes, pois contém grandes quantidades de vitamina e minerais.

Minerais: do seu cteor mineral destacaremos o fósforo, potássio e magnésio, onde são encontrados em maior proporção, depois do cobre e zinco.

Vitaminas: enquanto ao fornecimento de vitaminas, encontraremos quantidades significativas de todas, exceto de vitamina B12, vitamina C e vitamina A. Destacamos a niacina e a vitamina B1 e as Vitaminas B1, B2, B6 e ácido fólico que são encontrados em maior proporção. Além disso, encontraremos quantidades significativas de vitamina D.

Em que nos pode ajudar?

Os cogumelos são alimentos com uma longa tradição culinária e medicinal, sendo utilizados atualmente em diversas formas. Por isso, vamos explicar algumas das propriedades saudáveis que lhe são atribuídos:

Obesidade e hipercolesterolemia: os cogumelos são alimentos com baixo fornecimento de gorduda e zero de colesterol, por isso é um dos alimentos mais utilizados no tratamento contra a obesidade e as patologías relacionadas com alterações do perfil lipídico, como a hipercolesterolemia. Além disso, possuem muita fibra, o que faz sua ingestão dar a sensação de saciedade.

Podemos descrever alguns exemplos de efeitos positivos de algumas variedades de cogumelos não comprovados totalmente:

  • Shiitake: devida a presença de certos componentes, favorecem a produção de linfocitos T, reduzem núveis de colesterol, antiviral e antitumoral.
  • Enoki: são atribuídos propriedades anticancerígenos e de defesa.
  • Maitake: possuem certo polissacárido que lhe atribuem propiedades anticancerígenos, anti-hipertensor e antidiabéticos.
  • Reishi: imunoestimulante e anticangerígeno.
  • Agaricus campestris: útil na alimentação dos pacientes diabéticos.

E se abusamos do uso?

Quando consumidos, os cogumelos silvestres possuem um risco de intoxicação devido a ingestão. Além disso, é necessário tomar certas preucações na ingestão de cogumelos:

  • As crianças, doentes e anciãos devem ser especialmente prudentes no consumo de cogumelos silvestres, pois são individuos mais sensíveis aos tóxicos que podem conter os coguemelos.
  • Em nenhum caso, deverão ser consumidos mais de 500g de cogumelos silvestres por semana, pois poderiam conter quantidades significativas de metais pesados como o plomo, cádmio e mercúrio.
  • A quantidade pode ver-se reduzida até os 200g por semana em crianças e gestantes.

E que mais?

De acordo com alguns autores, o consumo de cogumelos devem ser reduzidos naqueles pacientes que apresentem elevados níveis de ácido úrico ou gota, devido a composição deste alimento.