Vagem

A vagem, imprescíndivel hoje em dia, é um vegetal presente na dieta de todo indivíduo. Da planta se consome o fruto maduro.

Denominação

É conhecida com o nome comúm de Vagem, Feijão-verde, vagem-de-corda, mas seu nome científico ou em latim é Phaseolus vulgaris var. vulgaris. Pertence à família das Leguminosas, entre as que também se encontram as ervilhas e as favas.

Origem

A vagem é uma espécie de origem americana, colocado de manifesto, tanto por diversas pesquisas arqueológicas como por evidências botânicas e históricas. Os indicios mais antigos de cultivo são do ano 5.000 a.C. A introdução na Espanha e logo após sua difusão ao resto da Europa teve lugar na expedições no inicio do século XVI.

Variedades

  • Vagem Garrafal anão: secção plana, ciclo médio e porte baixo.
  • Vagem Jumbo: secção arredondada, sem fios, grão verde claro, tamanho pequeno e ciclo médio.
  • Vagem Kora: bainhas ligeiramente curvadas, sem fios e de grãos verde claro.
  • Vagem Mocha: bainhas rectas, grãos elípticos.
  • Vagem Bobby: bainhas, alongadas, redondas e grãos violeta.
  • Vagem Rasta: valencianas, verde, alongadas e grãos em forma de rins.
  • Vagem Ferradura: bainhas curvadas.
  • Vagem Buenos Aires: bainhas com secção achatada.
  • Vagem Garrafal Oro: secção achatada e fenda muito marcada.
  • Vagem Perfection: secção tubular, grãos achatados.

Qual é seu aspecto?

  • Cor: geralmente se trata de variedades de cor verde mais ou menos intensa, embora podemos encontrar tonalidades amareladas ou com toques de marróm a vermelho sobre verde.
  • Forma: a forma da vagem depende da variedade a que nos referimos, mesmo que geralmente sejam variedades alongadas.
  • Tamanho: meden de comprimento aproximadamente uns 10- 20 cm dependendo da variedade de vagem.
  • Peso: tem um peso aproximado de uns 10g, dependendo da variedade e o estado de desenvolvimento.
  • Sabor: tem um sabor suave que em ocasiões pode parecer um pouco doce.

Modo de preparação e uso

  • Em conserva: é uma forma de ingerir vagem cujo consumo está a aumentando de forma considerável.
  • Cozida: o melhor é cozer a vagem ao vapor, de forma que conservem a maior parte de suas propriedades nutritivas.

Quando as podemos encontrar e em que condições?

A vagem são vegetais úmida e macia, dando melhores resultados em climas quentes. Estes são os vegetais que podem ser encontrados ao longo do ano, já que muitas vezes cultivadas em vidro, mas sempre encontrar mais e melhor qualidade na primavera e verão.

O melhor exemplar e sua conservação

Para escolher bons exemplares de vagem devemos observar que tenham uma cor viva e brilhante, sem decolorações anormais. Além disso, devem ter uma forma regular e não ser muito duras ao tato.

Uma vez que tenhamos as vagens em casa, o melhor é colocá-las num recipiente de plástico perfurado e mante-las na parte menos fria do frigorifico. Desta forma, conseguirá conservar todas suas qualidades durante um periodo de tempo que oscila entre os cinco e dez dias.

Características nutritivas

A vagem é uma hortaliça com um teor energético escasso que podem chegar quase a fornecer até 28 kcal/100g. Igual que a maioria das hortaliças, seu teor em água é muito importante, podendo chegar ao 90% do seu peso. Seu teor em carboidratos é considerável (5%), sendo muito destacável seu teor em fibras (2,4%). Contém certa quantidade de proteínas (2,3%) e quantidades quase inapreciáveis de gordura.

Minerais: é de se destacar o elevado teor em potássio, sendo este encontrado em maior proporção na vagem. Mas além disso podemos citar outros minerais encontrados em quantidades muito importantes, quase tanto como o potássio: magnésio, ferro, iodo e fósforo.

Vitaminas: em quanto ao fornecimento de vitaminas, a vagem contém quantidades importantes de vitamina C, folatos e vitamina A. E além das anteriores contém vitamina B1, B2, niacina e B6.

 

Em que nos pode ajudar?

A vagem forma parte da nossa alimentação desde há varios séculos, embora mais por suas qualidades nutritivas que medicinais. Mesmo assim, podemos destacar algumas propriedades beneficiosas para a saúde que actualmente são atribuidas:

  • Diurético: a vagem verde apresentam um marcado efeito diurético e depurativo. Favorecem a eliminação de liquidos sobrantes do organismo e substâncias de resíduos. Isso é devido a que em sua composição encontramos quantidades importantes de potássio e água, além de muito pouco sódio.
  • Gravidez e infância: devido ao seu teor em folatos, a vagem não pode faltar na dieta das mulheres gestantes e as crianças.
  • Obesidade: a vagem é um alimento adequado para incluir nas dietas de emagrecimento, pois contém quantidades elevadas de fibra, e quase não fornecem energía e gordura.

E se abusamos do uso?

No momento não se conhece efeitos tóxicos derivados de um consumo excessivo de vagem (cozidas). Mesmo assim, não devemos esquecer que qualquer alimento deve ser usado com certa medida, e que uma dieta equilibrada não é a que fornece todos e cada um dos nutrientes, senão que além disso, deve ser variada em quanto aos alimentos que formem parte dela.

E que mais?

A vagem não deve ser consumida crua, pois contém uma substância que pode conter certa toxidade. Esta substância se perde ao cozer a vagem, pois enquanto não se consomem cruas, não haverá nenhum problema.