23Mar.

As gorduras na alimentação infantil

A palavra “gordura” já dispara o sinal de alarme de qualquer pai, relacionando-a directamente com a obesidade. Na Bonduelle queremos contar-lhe qual o papel que as gorduras cumprem na alimentação infantil.

as-gorduras-na-alimentacao-infantil

Como já lhe dissemos, a obesidade infantil é uma das maiores preocupações dos pais actualmente (não deixe de ler o nosso artigo sobre como combater a obesidade infantil. Este é o motivo pelo qual os sinais de alarme disparam quando ouvimos a palavra “gorduras”. Mas o que são as gorduras?

O nome mais adequado para as gorduras é lípidos, embora geralmente chamemos gorduras aos lípidos sólidos (de origem animal) e óleos aos lípidos líquidos (de origem vegetal e piscícola). Devemos saber que os lípidos têm uma função no nosso organismo: proporcionam matéria-prima imprescindível para construir as membranas celulares, hormonas, tecidos e produtos bioquímicos diversos. Assim, uma alimentação equilibrada deve incluir um consumo moderado do total de nutrientes em forma de gorduras, pois também ajudam a absorver muitas vitaminas como a A, K, E e D.

Contudo, a função mais conhecida das gorduras é a de proporcionar energia de reserva, que se armazena nas células adiposas ou adipócitos, que se encontram distribuídos debaixo da pele e entre os órgãos, ajudando-nos a proteger-nos do frio e funcionando como almofada protectora de vísceras e articulações.

Os componentes fundamentais dos alimentos gordos, sejam de origem animal ou vegetal, são os ácidos gordos. Em função destes ácidos, distinguimos entre gorduras leves, que têm ácidos gordos insaturados, ou gorduras saturadas, que têm ácidos gordos saturados. Ambos são importantes para uma boa saúde, mas nas proporções certas (o recomendável é consultar um pediatra para lhe dizer quais as percentagens saudáveis para o seu filho em função das suas necessidades).

Em qualquer caso, são as gorduras saturadas que mais nos preocupam. Estas gorduras aumentam o colesterol “mau” e colam-se literalmente às paredes das artérias, endurecendo-as e tornando-se, a longo prazo, num sério problema de saúde. É com estas gorduras que devemos ter cuidado, evitando os bolos industriais, por exemplo.

Agora que já sabe o papel que as gorduras têm na alimentação infantil, lembramos-lhe que, para uma alimentação saudável, pode consultar todas as nossas receitas de legumes, baixas em gorduras.