21maio

Cuidar de si sem se obcecar

Falta cerca de um mês para chegar o Verão, mas há vários meses que muitas pessoas iniciaram a já conhecidíssima operação biquíni. Inscrevemo-nos no ginásio e começamos dietas para estarmos esculturais quando chegar a altura de piscinas e praias. Mas Até que ponto isto pode chegar a ser obsessivo para algumas pessoas?

É preciso ter muito cuidado com os hábitos na altura de fazer exercício e de nos alimentarmos. Antes de entrar na Internet e escolher uma dieta qualquer ou tentar fazer dietas de famosos, dessas que apregoam na televisão como se de um milagre de Fátima se tratasse, informe-se bem, consulte um nutricionista ou o seu médico. O mesmo acontece para a prática de desporto – consulte especialistas ou profissionais.

É muito fácil passar de querer cuidar de si a obcecar-se, é uma linha muito ténue que se pode atravessar a qualquer momento. O desporto faz com que expulsemos endorfinas, conhecidas como a hormona da felicidade, faz-nos sentir bem. É muito normal ficarmos viciados em querer sentir-nos bem. Faça desporto todos os dias se lhe apetecer, mas uma ou duas horas diárias são suficientes e, principalmente, alterne os exercícios. Se for correr um dia, no outro pode ir a uma aula de Pilates ou Ioga. 

Além do desporto, também é importante alimentarmo-nos bem e de modo equilibrado, mas isto não significa que tenhamos de comer menos. O recomendado é comer cinco vezes por dia. As principais refeições são o pequeno-almoço, o almoço e o jantar. Para se manter saudável, o recomendável é comer de tudo numa quantidade adequada. Pode comer leguminosas, massa e saladas e como prato principal carne ou peixe alternando durante a semana, mas o mais importante é incluir fruta e legumes na sua alimentação.

Recomendamos que faça desporto e coma bem sem se obcecar porque, como tudo o que é em excesso, pode ser mais prejudicial do que benéfico.