Cogumelos

Os cogumelos são um dos alimentos mais consumidos em todo o mundo, desde a antiguidade. Chamam a atenção pela variedade de formas, cores e a formas que a caracterizam.

Denominação

Existem inumeráveis variedades de cogumelos, pelo que não mencionaremos todas.

Qual é seu aspecto?

  • Cor: a cor dos cogumelos depende da variedade da qual referenciamos, pelo que não especificariamos nenhum.
  • Forma: o cogumelo está formado por um chapéu semi-esférico ou plano e pé cilíndrico.
  • Tamanho: o chapéu normalmente mede de 3 a 23 cm de diamêtro, sempre dependendo da variedade. Em sí o cogumelo pode chegar a medir de 3 a 10 com de altura.
  • Peso: dependendo do tamanho assim tenrá um peso ou outro, variando entre os 10 e 20g.
  • Sabor: geralmente apresentam um sabor suave.

Modo de preparação e uso

  • Dessecadas: uma vez dessecadas alguns cogumelos melhoram suas propriedades e intensificam seu aroma.
  • Em azeite: graças a este método se conservam os cogumelos de grande tamanho e com mais polpa.
  • Em vinagre: graças ao vinagre, os cogumelos podem ser conservados meses, mas sempre em lugares frescos.
  • Em sal: antes de consumir os cogumelos, deveram ser lavados, sendo algumas das espécies para este tipo de conservação os boletus e os niscalos.
  • Congeladas: podem ficar conservadas até 6 meses, podendo se congelar uma vez que tenham sido cozidas.
  • Em pó: se utilizam na elaboração de molhos, cremes e sopas.

Quando as podemos encontrar e em que condições?

Os cogumelos são encontrados no outono, nos meses de setembro, outubro e novembre, meses onde há mais humidade.

O melhor exemplar e sua conservação

Para colher os cogumelos é necessário conhece-los muito bem, consumindo exclusivamente aquelas que conhecemos bem e descartamos as que podemos ter dúvidas. Existem numerosos métodos para conservar os cogumelos dependendo da variedades delas e da forma em que como as consumiremos.

Características nutritivas

Os cogumelos podem conter entre um 80% e um 92% de água. Proporcionam aproximadamente 3% de proteínas de alto valor biológico. Além disso contém entre um 3-5% de carboidratos simples e complexos, enquanto que somente o 0,2-0,5% de seu peso total está formado por gordura. Tem umas características nutritivas muito importantes, já que contém quantidades importantes de vitaminas e minerais.

  • Minerais: ddo seu conteúdo mineral destacaremos o fósforo, potássio e magnésio por ser o que se encontram em grandes proporções, seguidos do cobre e o zinco.
    • Vitaminas: em quanto a contribuição de vitaminas, vamos encontrar quantidades significativas de todas, exceto de vitamina B12, vitamina C e vitamina A. Destacamos a niacina e a vitamina B1, B2, B6 e folatos que são as que se encontram em maior proporção. Além disso encontraremos quantidades significativas de vitamina D.

Em que nos pode ajudar?

Os cogumelos são alimentos com longa tradição culinária e medicial, utilizando-se actualmente em diferentes formas. Por isso, vamos lhe contar alguma das propriedades saudáveis que se atribuem a alguns cogumelos:

Obesidade e hipercolesterolemia: os cogumelos são alimentos com um baixo teor de gordura e nulo de colesterol, por isso é um dos alimentos que mais se utilizam no tratamento da obesidade e as patologias relacionadas com alterações do perfil lipidico, como a hipercolesterolemia. Além disso contém bastante fibra, pelo que sua digestão produz certa saciedade.

Podemos citar alguns exemplos de efeitos positivos de algumas variedades de cogumelos não comprovadas totalmente:

  • Shiitake: devido a presença de certos componentes, favorece a produção de linfocitos T, reduz os níveis de colesterol, antivirose e anti-tumor.
  • Enoki: é atribuido em propriedades anticanceroso, anti-hipertensivas e anti-diabéticas.
  • Maitake: contém certo polissacárido ao que atribue propriedades anticanceroso, anti-hipertensivas e anti-diabéticas.
  • Reishi: imuno-estimulante e anti-cancêr.
  • Agaricus campestres: útil na alimentação dos pacientes diabéticos.

 

E se abusamos do uso?

Quando se consome cogumelos silvestres existe o risco de intoxicação devido a ingestão de cogumelos tóxicos. Além disso é necesário tomar certas precauções na ingestão de cogumelos:

  • As crianças, os doentes e anciãos devem ser especialmente prudentes no consumo de cogumelos silvestres, já que são individuos mais sensíveis aos tóxicos que podem conter os cogumelos.
  • De forma alguma debe-se consumir mais de 500 g de cogumelos silvestres por semana, já que podem conter quantidades significativas de metais pesados como o plomo, cadmio e mercúrio.
  • Esta quantidade se reduz até os 200 g por semana em crianças e gestantes.

E que mais?

De acordo com alguns autores, o consumo de cogumelos devem ser reduzidos em aqueles pacientes que tenham elevado os níveis de ácido úrico devido a composição deste tipo de alimentação.