Alho Francês

A diferença principal entre a cebola e alho-porro, é por não possuir quase bulbo, mas seu talo bem desenvolvido.

Denominação

É conhecido com o nome comúm do alho-porro, alho-francês, alho-macho, alho-poró, alho-porró, alho-porrô, poró, porro, porró, porrô, porro-bravo e porro-hortense. Porém seu nome científico ou latim é Allium porrum. Pertence à família botânica das Liliaceae junto a cebola, o alho e o espargo.

Origem

Não existem dados disponíveis para certificar a origem da planta, uma vez que nunca foi encontrada na natureza, embora a sua origem encontra-se no tempo dos celtas, na área da Mesopotâmia, Egito, Turquia, Israel, etc cerca de 3000 a 4000 anos aC Por isso, foi chamado de "alho Oriental", sendo utilizado como fins culinários e medicinais.

Na idade média seu cultivo foi extendido na Europa e em seguida para o resto do mundo. Neste ponto, o alho-porro tomou maior interesse porque foi usado para cobrir básicamente a fome na época e as muitas pragas e epidemias que surgiram. Na Espanha, ele é cultivado principalmente no norte, sendo a França o país europeu com a maior produção e consumo de alho-porro.

Variedades

  • Variedades de alhos-porro curtos e semi-longos: Grosso de Rouen, Musselburgh, Platina, Arcadia, Electra, Malabare, Dactilo.
  • Variedades de alhos-porro longos: Longo de Gennevillier, Longo de Meziers, Longo de Bulgaria, Large American Flag, Alaska, Artaban, Romil, Elina, Paína, Helvetia, etc.

Qual é seu aspecto?

  • Cor: as folhas são verdes escuro e o bulbo de cor branco.
  • Forma: o bulbo é membranoso e alongado.
  • Tamanho: apresenta uns 50 cm de comprimento e 3 ou 4 de grossura dependendo da variedade.
  • Peso: um exemplar de alho-porro pode chegar à pesar de 80 a 100g.
  • Sabor: o sabor é bem parecido ao da cebola mas ligeiramente mais suave e doce.

Modo de preparação e uso

  • Cru: como a cebola, o alho-porro cru pode ser preparado em saladas.
  • Cozido: forma parte de muitas preparações culinárisa, podendo ser consimidos fervidos, cozidos, assados...

Quando as podemos encontrar e em que condições?

Actualmente é difícil encontrar alho-porro em qualquer época do ano, mas são especialmente comuns entre os meses de setembro e março.

O alho-porro é um vegetal que pode crescer em quase qualquer clima, respondendo melhor em climas leves e climas úmidos. No entanto, o alho-porro tem resistência suficiente a baixas temperaturas, com uma temperatura óptima de desenvolvimento de 13-24°C.

O melhor exemplar e sua conservação

O melhor exemplar de alho-porro será aquele que apresente certas características de qualidades, tais como: o talo branco, reto e consistente, sem partes grorssas e sem marcas, e de folhas verdes escura e forma plana.

O alho-porro pode ser conservado de um a dois meses em câmeras frigoríficas, portanto devemos estar conscientes que ao chegar em nossas mãos, já foi usado parte de sua vida útil. Portanto, a nivel doméstico conservaremos à temperaturas de refrigeração durante algumas semanas.

Características nutritivas

O alho-porro é um vegetal com um valor energético notável, o que representa aproximadamente 61 kcal/100g. O seu teor de água é de cerca de 83% do peso total. A gordura é de 0,3%, enquanto que 1,5% de proteína total. Os hidratos de carbono podem chegar a resultar em 12,5% da composição total do alho-porro, uma quantidade muito importante considerando os outros componentes.

Minerais: o seu ponto alto de teor mineral é o ferro encontrado em maior proporção, seguido bem de perto por potássio, magnésio, cálcio e fósforo. E, em menor grau, mas não menos importante, encontraremos quantidades apreciáveis de sódio e zinco.

Vitaminas: em relação ao fornecimento de vitaminas, encontramos quantidades significativas de todos, exceto a vitamina B12. Destacamos folatos que são encontrados em maior proporção, seguido em ordem decrescente, por vitamina C, vitamina B6 e vitamina E. Encontrando em menor medida de vitamina B1, B2, niacina e vitamina A.

 

Em que nos pode ajudar?

Como mencionado acima, o alho-porro é consumido, pelo menos há 4000 anos, usando não só com fins culinários, mas como um alimento ou erva medicinal. Portanto, vamos descobrir-lhes a qualquer uma das propriedades saudáveis que atribuem ao alho-porro, tais como:

  • Artrite úrica: o alho-porro tem alguma capacidade alcalinizante e diurética, aumentando a excreção urinária de substâncias ácidas a partir do metabolismo, incluindo o ácido úrico.
  • Bronquie e sinusite: seu consumo habitual tem algum efeito sobre o muco fluidificándo-lo (por favorecer a remoção da mucosa). Além de sua essência tem acção anti-séptica, melhorando o estado de sinusite e bronquite.
  • Regulador del tránsito intestinal: por su contenido en fibra tiene cierto efecto laxante. Pero puede producir flatulencia intestinal.

E se abusamos do uso?

No momento não há efeitos tóxicos conhecidos resultantes do consumo excessivo de soja. Ainda assim, não podemos esquecer que tudo deve ser usado com certa medida, e que uma dieta equilibrada não é apenas a que fornecer todos e cada um dos nutrientes, mas também deve ser variada em termos de alimentos que façam parte dela.

E que mais?

Apesar de melhorar o trânsito intestinal, não devemos esquecer que promove a flatulência, por isso não se recomenda um consumo excessivo para aquelas pessoas com problemas intestinais.