Rabanete

Embora o rabanete é um vegetal que não é consumida com muita freqüência em nosso país, destaca-se o consumo cru em saladas e sua proeminência neles.

Denominação

O rabanete é um vegetal com o corpo branco e casca colorida, que é conhecida como raiz forte ou rabanete, mas seu nome científico ou latim é Raphanus sativus L. Ele pertence à família das Brassicaceae, como o repolho, couve-flor, couve-de-Bruxelas, brócolos, nabo e agrião.

Origem

Nós sabemos com alguma certeza que os egípcios e babilônios já consumiam rabanetes há mais de 4.000 anos atrás, sendo em 4.000 a. C. quando ele começou a ser consumido na China e Coréia. Era muito precioso na Roma e Grécia antiga, os romanos foram os responsáveis pela expansão do consumo em toda a Europa. Hoje podemos dizer que é consumido com mais freqüência em países do Leste Asiático.

Variedades

Os rabanetes se classficam em função de sua forma e cor, podendo distinguir-se desta forma em três variedades:

  • Rabanete chinês, japonês ou daikon: se trata de um exemplar cilíndrico e alongado, de cor branco e sabor suave. Como sua denominação indica, procede do Japão.
  • Rabanete preto ou de invierno: é um exemplar cilíndrico e redondo, cuja casca apresenta uma cor preta e é muito dificil de digerir, enquanto que por dentro é branco e mais digestivo.
  • Rabanetes: se trata de uma variedade de forma esférica, oval ou cilíndrica e de menor tamanho. Sua raíz é branca e sua casca pode ser de cor vermelha, rosada, roxa ou branca.

Qual é seu aspecto?

  • Cor: geralmente a raíz do rabanete é sempre branca, mas pode ser encontrada em variedades rosadas na Ásia. por lo general la carne del rábano es siempre blanca, pudiendo encontrar variantes rosadas en Asia. Em vez disso, a casca pode ser preta, roxa, vermelha ou branca.
  • Forma: dependendo da variedade a que pertença, terá uma forma alongada ou arredondada.
  • Tamanho: as variedades redondas chegam à medir uns 5cm de diâmetro, enquanto que as alongadas podem chegar a medir até 15 cm de altura.
  • Peso: o peso do rabanete podem variar desde os 50g até o quilo nos exemplares mais espetaculares.
  • Sabor: têm un sabor característico, suavemente picante.

Modo de preparação e uso

  • Cru: eé a forma mais habitual onde poderemos encontrar-lo na mesa. Geralmente cru nas saladas, onde dão uma cor chamativa, no casa que tenham a casa vermelha, e um sabor agradável e picante.
  • Em conserva: ou em vinagre ou também em fermentado podemos encontrar o rabanete em conserva.

Quando as podemos encontrar e em que condições?

A temporada do rabanete é maio, junho e julho (época que vai encontrá-lo mais facilmente em comércios), e pode encontrar exemplares no inverno se a colheita foi realizada em estufas. Portanto, podemos encontrar rabanetes em qualquer estação.

O rabanete é um vegetal que prefere climas temperados, considerando-se que o desenvolvimento vegetativo ocorre entre 6 °C e 30 °C, e o ideal é de entre 18-22 ° C. É uma planta que se adapta a qualquer tipo de solo, mas prefere profundo, argiloso, neutro.

O melhor exemplar e sua conservação

O melhor exemplar de rabanete é aquela que tenha uma consistência menos fibrosa e carnuda, firme, de cor vermelha brilhante e de casca inteira, sem rachaduras e suave. No caso de comprar rabanetes com as folhas, elas devem apresentar uma cor viva para assegurar que é uma amostra fresca.

Depois de adquirir o rabanete é aconselhável remover as partes verdes uma vez que aumentam a secagem da amostra. Para uma adequada conservação dos rabanetes devem ser armazenados em embalagens perfuradadas de plástico no frigorífico. Assim, eles podem atingir até uma semana armazenado.

Características nutritivas

O rabanete é um vegetal que contém cerca de 95% de água, é um dos vegetais com elevado teor de água. Destaca seu baixo teor de hidratos de carbono (2%), gordura (0,5%) e proteínas (0,6%). Fornece cerca de 17 Kcal/100g, colocando-o em um dos alimentos de baixa caloria. Proporciona também uma quantidade significativa de vitaminas e minerais.

Minerais: distingue-se pelo seu elevado teor de magnésio, fósforo, ferro, potássio e cálcio, sendo o mineral encontrado em concentrações mais elevadas. Também podemos encontrar grandes quantidades de zinco.

Vitaminas: em termos de vitaminas, destaca seu alto teor ácido de vitamina C, encontrando-se em segundo lugar de importância os folatos. Na sua composição também pode encontrar-se quantidades significativas de outras vitaminas, tais como a vitamina B2, B6 e niacina.

Destacaremos além disso a presença na sua compisção de elementos sulfurados que proporcionam certo sabor picante e que favorecem e aumentam a secreção da bilis, ajudando a ligeirar as digestões.

 

Em que nos pode ajudar?

Levando em consideração sua composição nutritiva podemos extrair alguma relação do rabanete com a saúde. Algumas das propriedades beneficiosas que se relacionam com o consumo do rabanete são:

  • Doenças do fígado e cálculos biliares: tal como indicado acima, os componentes de enxofre do rabanete aumentam a produção de bílis do fígado e facilitam o esvaziamento da vesícula biliar, sendo um alimento muito utilizado em doenças do fígado e vesícula biliar.
  • Trastornos digestivos: o rabanete pode ser utilizado no tratamento de transtornos digestivos como as digestões lentas e pesadas.
  • Anticanceroso: diversos estudos mostrou uma possível relação do consumo de rabanete com a prevenção do aparecimento de mutações celulares desencadeamento nos carcinomas.

E se abusamos do uso?

No momento não há efeitos conhecidos que sejam tóxicos, resultantes do consumo excessivo de rabanetes. Ainda assim, não podemos esquecer que tudo deve ser usado com certa medida, e que uma dieta equilibrada não é apenas a que fornece todos e cada um dos nutrientes, mas também deve ser variado em termos de alimentos que façam parte dela.

E que mais?

Deve-se destacar e lembrar que o rabanete é uma das hortaliças que menor teor calórico apresenta, sendo utilizado em saladas e outras preparações culinárias.